Pensar Enlouquece. Pense Nisto.



Foto que recebi por e-mail



A propósito, o título do e-mail era: "Quem rir não é uma boa pessoa". E eu, não satisfeito em gargalhar com essa bobagem photoshopada, ainda posto a imagem em meu blog. Leitores, apiedem-se de minha alma.

Escrito por Inagaki às 03h55
[ ] [ envie esta mensagem ]



Déjà vu records

Na primeira vez em que publiquei o poema abaixo, simplesmente esqueci de postar as duas últimas estrofes, prova inconteste do esculacho com que trato meus próprios escritos. Segue adiante, pois, a versão na íntegra (director's cut) para os incautos freqüentadores deste boteco virtual.

* * * * *

O Código Secreto das Estrelas

Leio nas entrelinhas do teu sorriso
rumores, canções que falam em pássaros.
Teus passos soletram pelas calçadas
sussurros de sombras por entre pétalas secas.

Teu amor, miríade de galáxias sem sintaxe,
hoje tateia as lágrimas que não escorreram,
enquanto o tempo traça no vidro da memória
confusas lembranças que mordem ferozes.

Falo de sonhos como quem tange nuvens,
e releio tardes de primaveras sangrentas
em que teu calor se espalhava feito pólen,
decifrando o código secreto das estrelas.

Hoje sei que tudo passa, embora eu ainda durma
com memórias teimosas e perfumes apócrifos.
Recordo com gosto doce de espelhos na boca
tua pele, teu sexo, teu cheiro, teu sol.

O tempo é turvo. O tempo é turvo.
Mastiga utopias, cospe sementes de névoa,
esparge fagulhas de luz no passado
- brinquedo mimado nas mãos do acaso.

Mas não quero mais ser racional.
Deitado dentro de mim, hoje evoco
o momento único em que te encontrei,

e já começava a te perder.

São Paulo - novembro 1999/ janeiro 2000

Escrito por Inagaki às 07h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



Proust em quadrinhos e os clássicos que ainda não li

Sim, há muito o que ler. Confesso, por exemplo, que não consegui terminar o primeiro volume de "Em Busca do Tempo Perdido", do Proust. Interrompi a leitura para fazer não sei o quê, parei lá pela página 138 e, semanas depois, percebi que não conseguiria retomar o livro do ponto em que tinha parado sem reler tudo desde o começo. Desencanei, e segui minha vida adiante. Mesmo porque, caracoles, ainda há mais seis volumes para ler (e olhem que ainda não comecei a "Comédia Humana" de Balzac).

Os clássicos, ah, os clássicos. Se eu naufragasse em uma ilha deserta, certamente os devoraria. Mas atualmente, com a penca de trabalhos para fazer, as distrações da modernidade a dispersar minhas atividades e o vício por informações que me levou a cursar Jornalismo, quem disse que tenho disciplina para cumprir meu dever de bibliófilo? Nas estantes empoeiradas de meu quarto exemplares de romances de Tolstói, Joyce, Scott Fitzgerald, Wilde, Thomas Mann, Jane Austen e Guimarães Rosa me olham de soslaio, enquanto aguardam pelo momento em que finalmente eu resolver largá-los até o derradeiro parágrafo. E eu, como de hábito, procrastino minhas leituras.

Mas, oras, não é que me surpreendo ao saber que a Editora Jorge Zahar está lançando no Brasil a versão para os quadrinhos de "Em Busca do Tempo Perdido", adaptado por Stéphane Heuet? Na imagem ao lado, Heuet transpõe a famosa cena em que o narrador evoca suas memórias a partir da degustação de uma madeleine. É bóbvio que a leitura de sua versão em quadrinhos será incapaz de abarcar a complexidade do romance, assim como é ingenuidade pensar que a adaptação cinematográfica de um livro substitui o prazer de sua leitura (quem assistiu aos filmes derivados de obras como "Madame Bovary", "As Afinidades Eletivas" ou "Dom Casmurro" e já leu os originais, como eu, conhece bem o gosto de frustração ao fim da sessão). Contudo, considero que essa HQ é uma boa maneira de introduzir mais leitores à prosa de Proust (nada menos que 180.000 franceses adquiriram o álbum de Heuet), que, sim, é envolvente e caudalosa (ainda hei de chegar até o sétimo volume), mas exige de quem a lê disponibilidade de tempo (esse corcel xucro cuja arte do amestramento me é desconhecida) e total entrega (perceberam o quanto gosto de usar parênteses?).

Com relação aos que ainda consideram as histórias em quadrinhos uma "arte menor" e acham iniciativas como essa um sacrilégio, só posso pensar que essas pessoas falam isso porque desconhecem as graphic novels de quadrinistas como Art Spiegelman (vencedor do prêmio Pulitzer por sua obra-prima "Maus"), Neil Gaiman (cujo "Sandman: Endless Nights" recentemente emplacou a lista de best-sellers do New York Times em sua semana de lançamento), Will Eisner, Alan Moore, Daniel Clowes, Moebius, Joe Sacco, Scott McCloud ou Jeff Smith, só para citar alguns nomes de respeito. Recomendo, ainda, que fuce em algum sebo a impecável adaptação para os quadrinhos que Bill Sienkiewicz fez de "Moby Dick", a obra-prima de Herman Melville.

Em tempo: você já conhece Ulysses for Dummies?

Escrito por Inagaki às 01h23
[ ] [ envie esta mensagem ]



Retrospectiva

A efeméride

Quinta, dia 20, foi celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra, tendo inclusive sido decretado feriado em alguns municípios como Rio de Janeiro e Campinas: pura demagogia.

Antes que me acusem de ser um racista acéfalo (expressão redundante), digo que é inquestionável a importância da cultura africana e de seus descendentes no Brasil: basta recordar alguns nomes como Machado de Assis, Milton Santos, Paulinho da Viola, Emanoel Araújo, Mestre Valentim, Lima Barreto, Caetano Veloso ou Aleijadinho. No entanto, é de se perguntar: negros tornar-se-ão mais orgulhosos de sua raça por não trabalhar em seu dia? Como os skinheads e neonazistas usufruíram de sua ais situações? Antes de mais nada, é bom saber que qualquer texto, inclusive se publicado na Internet, é protegido pela Lei 9.610 de 19/02/2001, que afirma: "é expressamente vedada, sob pena de serem tomadas as medidas judiciais cabíveis, a reprodução, publicação, distribuição e/ou o uso indevido de qualquer dos textos ora em questão, seja na íntegra ou em partes, sem o expresso consentimento e concordância por escrito dos respectivos autores". Mas só isso não basta: todo autor que queira zelar pelos direitos autorais de sua obra necessita registrar oficialmente seus textos na Biblioteca Nacional.

Por último, mas não menos importante, vale a pena registrar a valiosa colocação da jornalista e professora Tina Andrade, que em seu artigo "Copy-paste: na web plágio (ainda) é muito relativo" escreve: "O poder das networks está disparando e na minha modestíssima opinião, a melhor maneira de evitar o plágio ainda é, foi e sempre será tornar a sua obra pública para o maior número de pessoas possível! Basta saber transformar internautas-de-carteirinha, 'listeiros', leitores assíduos, formadores de opinião em fiéis escudeiros... Como? Relacionamento: transparente, bem-humorado, interessante. Porque o bom quando se fala em web é mesmo saber lidar com gente".

Em tempo: aproveito para dizer que, de minha parte, autorizo qualquer reprodução dos posts desta página sem necessidade de pedido prévio, desde que juntamente com o texto sejam publicados os devidos créditos e link para esta URL.

Escrito por Inagaki às 17h51
[ ] [ envie esta mensagem ]



Atenção: ontem à noite o servidor onde estavam hospedados os comentários deste blog saiu do ar. Provisoriamente, instalei meus comentários no outro servidor do Falou & Disse.

Aproveito a ocasião, porém, para recomendar uma matéria bacana sobre blogs: Escritoras Virtuais, publicada no jornal Zero Hora deste domingo. Escrita por Patrícia Rocha, a reportagem cita quatro escritoras que têm utilizado a Internet como laboratório virtual para a publicação de textos. Dentre elas, destaco uma das prediletas da casa: Rosane Aguirre, melhor conhecida na Web através de seu pseudônimo literário, Ane Walker. Em tempo: para ler a matéria da Zero Hora é necessário fazer um cadastro no site (não leva mais tempo que o do iBest).

Escrito por Inagaki às 17h15
[ ] [ envie esta mensagem ]



Atenção: ontem à noite o servidor onde estavam hospedados os comentários deste blog saiu do ar. Provisoriamente, instalei meus comentários no outro servidor do A imagem

Foto de Anadolu Kudret.

A foto acima, publicada na Folha de S. Paulo, mostra o cenário logo após o atentado ao consulado britânico em Istambul, Turquia, dia 20. Dois carros-bomba, acionados quase que simultaneamente, mataram 27 pessoas e feriram cerca de 450. Aparentemente, os atentados foram idealizados pela Al Qaeda, organização que teria sido "desmantelada" pelas eficientíssimas tropas de Bush Júnior.

O diálogo

- As três paixões da minha vida são: minha mãe, meu filho e o Palmeiras.
- Mas... e a esposa?
- Mulher não conta. Se eu perco uma hoje, aparece outra amanhã...

(Zé Gonzalez, repórter do
Lance!, e o pintor palmeirense Erinaldo Cadete de Oliveira, um dos encarregados da reforma dos vestiários do estádio Gigante do Agreste, em Garanhuns, PE, um dia antes do jogo em que a equipe paulista derrotou o Sport por 2 a 1 e consagrou-se campeã do Campeonato Brasileiro da Série B.)

A música

Em 1994 Johnny Cash (1932-2003) lançou American Recordings, um dos quatro álbuns que gravou com a produção de Rick Rubin. Deste CD, destaco a faixa "The Beast in Me", originalmente composta por Nick Lowe. Ouça esta regravação e note, em cada verso cantado por Cash, o quanto uma música é capaz de traduzir a vida de quem a interpreta.

The beast in me
Is caged by frail and fragile bonds
Restless by day and by night
Rants and rages at the stars
God help the beast in me

The beast in me
Has had to learn to live with pain
And how to shelter from the rain
And in the twinkling of an eye
Might have to be restrained
God help the beast in me

Sometimes
It tries to kid me that it's just a teddy bear
Or even somehow managed
To vanish in the air
And that is when I must beware
Of the beast in me
That everybody knows
They've seen him out dressed in my clothes
Patently unclear
If it's New York or New Year
God help the beast in me
The beast in me


A analogia

"Em dezembro do ano passado, inebriado pela vitória eleitoral, Lula agiu como um técnico de futebol que escala 34 jogadores, põe em campo dois goleiros, o massagista e o roupeiro. Num lance inédito, o time de Lula joga com duas bolas. Uma (preta) só para o comissário José Dirceu. Os bons técnicos respeitam o desempenho dos jogadores. Lula inova. Pula do banco, atravessa o gramado e vai abraçar o jogador que perdeu um pênalti. Fez isso com Benedita da Silva, Ricardo Berzoini e Humberto Costa".

Elio Gaspari, em sua coluna na Folha de S. Paulo de quarta-feira.

Escrito por Inagaki às 11h36
[ ] [ envie esta mensagem ]

 
Meu perfil





BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Arte e cultura, Cortázar, Carl Barks, Beatles, Hitchcock
ICQ - 16223430



Meu humor



Histórico
25/01/2004 a 31/01/2004
18/01/2004 a 24/01/2004
11/01/2004 a 17/01/2004
04/01/2004 a 10/01/2004
28/12/2003 a 03/01/2004
21/12/2003 a 27/12/2003
14/12/2003 a 20/12/2003
07/12/2003 a 13/12/2003
30/11/2003 a 06/12/2003
23/11/2003 a 29/11/2003
16/11/2003 a 22/11/2003
09/11/2003 a 15/11/2003
02/11/2003 a 08/11/2003
26/10/2003 a 01/11/2003
19/10/2003 a 25/10/2003
12/10/2003 a 18/10/2003
05/10/2003 a 11/10/2003
28/09/2003 a 04/10/2003
21/09/2003 a 27/09/2003
14/09/2003 a 20/09/2003
07/09/2003 a 13/09/2003
31/08/2003 a 06/09/2003
24/08/2003 a 30/08/2003
17/08/2003 a 23/08/2003
10/08/2003 a 16/08/2003
03/08/2003 a 09/08/2003
27/07/2003 a 02/08/2003
20/07/2003 a 26/07/2003
13/07/2003 a 19/07/2003
06/07/2003 a 12/07/2003
29/06/2003 a 05/07/2003
22/06/2003 a 28/06/2003
15/06/2003 a 21/06/2003
08/06/2003 a 14/06/2003
01/06/2003 a 07/06/2003
25/05/2003 a 31/05/2003
18/05/2003 a 24/05/2003
11/05/2003 a 17/05/2003
04/05/2003 a 10/05/2003
27/04/2003 a 03/05/2003
20/04/2003 a 26/04/2003
13/04/2003 a 19/04/2003
06/04/2003 a 12/04/2003
30/03/2003 a 05/04/2003
23/03/2003 a 29/03/2003
16/03/2003 a 22/03/2003
09/03/2003 a 15/03/2003
02/03/2003 a 08/03/2003
23/02/2003 a 01/03/2003
16/02/2003 a 22/02/2003
09/02/2003 a 15/02/2003
02/02/2003 a 08/02/2003
26/01/2003 a 01/02/2003
19/01/2003 a 25/01/2003
12/01/2003 a 18/01/2003
05/01/2003 a 11/01/2003
29/12/2002 a 04/01/2003
22/12/2002 a 28/12/2002
15/12/2002 a 21/12/2002
08/12/2002 a 14/12/2002
01/12/2002 a 07/12/2002
24/11/2002 a 30/11/2002
17/11/2002 a 23/11/2002
10/11/2002 a 16/11/2002
03/11/2002 a 09/11/2002
27/10/2002 a 02/11/2002
20/10/2002 a 26/10/2002
13/10/2002 a 19/10/2002
06/10/2002 a 12/10/2002
29/09/2002 a 05/10/2002
22/09/2002 a 28/09/2002
15/09/2002 a 21/09/2002
08/09/2002 a 14/09/2002
01/09/2002 a 07/09/2002
25/08/2002 a 31/08/2002
18/08/2002 a 24/08/2002




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Pensar Enlouquece, Pense Nisto (versão original com legendas)
 tudo vai ser DiFeReNtE


Vote Pensar Enlouquece no iBest e faça um Inagaki mais feliz!

Pensar Enlouquece é Top 10 do iBest Blog 2004. Para o alto e avante: clique aqui e me ajude a chegar ao Top 3!