Pensar Enlouquece. Pense Nisto.



Tempus fugit

E se eu perdesse completamente minha memória? Sem lembranças, talvez outra pessoa completamente diversa emergeria de dentro do meu corpo. Trocaria minhas noites insones digitando textos no silêncio da madrugada por caminhadas ensolaradas na Avenida Sumaré? Seria eu mais loquaz, irreverente, mesquinho, taciturno, ingrato, benevolente, passional? Esquecida minha timidez, finalmente teria cara de pau para perguntar às transeuntes incautas o telefone de seus cachorrinhos? Apagadas minhas leituras pregressas, trocaria minha biblioteca por uma mountain bike e uma vida menos sedentária? Faria uma viagem para o Tibete em busca de auto-conhecimento ou ingressaria em uma academia de jiu-jitsu?

* * *

Palmilhando as veredas de meu passado cinéfilo, cavouquei a lembrança de um filme, "A História Sem Fim 2", provavelmente visto em uma Sessão da Tarde. A premissa era a seguinte: Bastian era um garoto que encontrara numa biblioteca empoeirada um misterioso livro no qual ele podia entrar e interagir com seus personagens - bruxas, ogros, cachorros voadores, pássaros falantes. Para enfrentar os perigos desse mundo fantástico, Bastian recebera de uma das bruxas um medalhão que lhe oferecia o poder de satisfazer cada desejo solicitado. Contudo, havia uma contrapartida: para cada desejo formulado, uma lembrança seria perdida em definitivo.

O filme não era lá essas coisas, mas lembro que fiquei ruminando por muito tempo as tentações suscitadas por esse ambíguo medalhão. Perguntava a mim mesmo: e se eu o tivesse em minhas mãos, toparia trocar minhas memórias a fim de realizar alguns dos meus sonhos? Poderia me tornar um artista tão talentoso quanto Júlio Cortázar, Cole Porter ou Henri Matisse, mas o que me seria tomado em troca? O endereço da minha casa? A emoção do primeiro beijo? As histórias contadas por meu avô? As gargalhadas de uma tarde inesquecível entre amigos? O amor que um dia guardei pra você? Será que o preço valeria a pena, tendo em vista o fato de que cada desejo que nutrimos é criado a partir da memória dos sons, cheiros, vozes, leituras e lições que apreendemos ao longo da vida?

* * *

Uma lembrança puxa outra, e mais outra, e outra mais, no confuso cabo-de-guerra das associações de idéias que se emaranham e des(a)fiam o novelo da memória. E torna-se impossível não deixar de citar um conto de Jorge Luis Borges, "Funes, o Memorioso", sobre um homem que se lembrava de tudo, e, de tanto lembrar, tornava-se incapaz de viver o momento presente.

Ireneo Funes vivia como quem sonhava. Olhava sem ver e ouvia sem ouvir, ao perder-se irremediavelmente em cada milimétrico fiapo de memória. Porque Funes recordava todas as formas das nuvens austrais da manhã de 30 de abril de 1882, assim como cada dobra de um livro entrevisto apenas uma vez, ou cada folha de cada árvore de cada monte na estância de San Francisco. Pior: cada imagem estava ligada a sensações tácteis, olfativas, gustativas, indissociáveis de cada nova reminiscência resgatada pela vertiginosa memória do personagem de Borges.

* * *

Deus me livre de uma memória prodigiosa assim. Prefiro deixar que agendas, disquetes e cadernos se encarreguem de registrar meus dias: nenhuma pessoa agüentaria suportar a carga de se tornar um Google ambulante. Em vez dos afluentes do Rio Amazonas, prefiro recordar o dia em que Daniel Azulay me ensinou a fazer óculos de uma caixa de ovos e dois canudinhos. E jogar na lixeira da memória as fórmulas de cálculo estequiométrico que aprendi no colegial, a fim de reservar espaço para lembranças bem mais valiosas, como a noite em que bebemos vinho e você acendeu seu cigarro nas estrelas.

Que apenas os momentos que realmente importam sejam guardados em meu cérebro e meu coração. Porque é preciso recordar, mas também é preciso esquecer. Caso contrário, a vida seria um vaso repleto de ressentimentos, amizades perdidas e amores jamais cicatrizados (como diz a canção de Nando Reis, "tornar o amor real é expulsá-lo de você pra que ele possa ser de alguém").

(texto publicado originalmente no Spam Zine edição 090)

Escrito por Inagaki às 09h48
[ ] [ envie esta mensagem ]



Bloglândia

Bacana esse banner criado pelo Marmota, huh?- Domingo, dia 4 de maio, é o último dia para quem deseja participar do Primeiro Grande Desafio Virundum. Para participar, faça o seguinte: clique aqui com o botão direito do mouse, escolha a opção Salvar Destino Como... e downloadeie a música "O Elefante" de Robertinho do Recife. Depois, tente decifrar a letra (uma das coisas mais nonsense que já vi em toda a história da MPB) e mande sua versão para virunduns@yahoo.com.br. Duas camisetas exclusivas Virunduns serão enviadas para as duas melhores transcriações recebidas.

Futebol é uma caixinha de Pandora...- Depois do Nove Meses, o excelente blog temático no qual Gustavo de Almeida escreve sobre o primeiro campeonato brasileiro disputado por pontos corridos, agora é a vez do BlogBola entrar em campo. Aceitei, com muito prazer, a convocação feita pela comissão técnica liderada por Raphael Perret e Elis Marchioni, e agora vocês também poderão me encontrar lá no BlogBola, dando pitacos sobre futebol ao lado de outros craques como Orlando Tosetto Júnior, Erick Müller e Niqui Lang. Escreverei, bobviamente, notas sobre o meu Guarani.

Por onde anda a mais-que-querida Maria Elisa Guimarães?!- Este blog apóia incondicionalmente a campanha iniciada pelo Repórter Mosca. Meg, a pessoa mais doce e generosa da bloglândia tupiniquim, faz uma falta danada. Volta, Meg, volta!

Google ambulante. Em vez dos afluentes do Rio Amazonas, prefiro recordar o dia em que Daniel Azulay me ensinou a fazer óculos de uma caixa de ovos e dois canudinhos. E jogar na lixeira da memória as fórmulas de cálculo estequiométrico que aprendi no colegial, a fim de reservar espaço para lembranças bem mais valiosas, como a noite em que bebemos vinho e você acendeu seu cigarro nas estrelas.

Que apenas os momentos que realmente importam sejam guardados em meu cérebro e rihuela.blogspot.com" target="_blank">Conheça o blog do professor José Luis Orihuela.- Implantar um sistema de estatísticas no próprio blog é utilíssimo. Além de descobrir quantos incautos visitam sua página por dia, sistemas como o Nedstat funcionam como verdadeiros delatores virtuais que não deixam escapar nada. Foi por intermédio deles, por exemplo, que descobri uma citação a Pensar Enlouquece no eCuaderno, blog sobre cibercultura mantido por José Luis Orihuela, professor da Universidade de Navarra, na Espanha. Orihuela organizou uma bela compilação de weblogs em português, na qual tive a honra de ser incluído. Gracias! :)

Escrito por Inagaki às 12h23
[ ] [ envie esta mensagem ]



Poema Encarcerado

Toda palavra é vã.

Meu amor é um poema encarcerado no papel.
Meu amor é um tecelão de estrelas ignoradas pelo dia.
Meu amor ainda aguarda pelos sóis que brilham em seus olhos.
Meu amor é a cruz amaldiçoada
Na qual prego minhas mãos com alegria.
Meu amor perpassa corpos e semáforos fechados.
Meu amor é um andarilho que tropeça em passos bêbados.

Meu amor me dá medo.

Meu amor é mais confuso que minha gaveta de meias.
Meu amor reconta cada tic-tac da madrugada.
Meu amor rima brócolis com metrópoles.

Meu amor não tem coerência.

Meu amor é um silêncio povoado de pensamentos.
Alegre como o relâmpago de um sorriso,
Caótico como o trânsito de minhas veias.

Meu amor é desconcertante.

Meu amor é esquivo como um sparring de campeão,
um sabonete molhado, uma mulher nua.
É teimoso, nostálgico, imbecil.

Toda palavra é vã.

Sobretudo,
Meu amor ainda não esqueceu
De te recordar.

(toda palavra, toda palavra)

Escrito por Inagaki às 00h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

 
Meu perfil





BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Arte e cultura, Cortázar, Carl Barks, Beatles, Hitchcock
ICQ - 16223430



Meu humor



Histórico
25/01/2004 a 31/01/2004
18/01/2004 a 24/01/2004
11/01/2004 a 17/01/2004
04/01/2004 a 10/01/2004
28/12/2003 a 03/01/2004
21/12/2003 a 27/12/2003
14/12/2003 a 20/12/2003
07/12/2003 a 13/12/2003
30/11/2003 a 06/12/2003
23/11/2003 a 29/11/2003
16/11/2003 a 22/11/2003
09/11/2003 a 15/11/2003
02/11/2003 a 08/11/2003
26/10/2003 a 01/11/2003
19/10/2003 a 25/10/2003
12/10/2003 a 18/10/2003
05/10/2003 a 11/10/2003
28/09/2003 a 04/10/2003
21/09/2003 a 27/09/2003
14/09/2003 a 20/09/2003
07/09/2003 a 13/09/2003
31/08/2003 a 06/09/2003
24/08/2003 a 30/08/2003
17/08/2003 a 23/08/2003
10/08/2003 a 16/08/2003
03/08/2003 a 09/08/2003
27/07/2003 a 02/08/2003
20/07/2003 a 26/07/2003
13/07/2003 a 19/07/2003
06/07/2003 a 12/07/2003
29/06/2003 a 05/07/2003
22/06/2003 a 28/06/2003
15/06/2003 a 21/06/2003
08/06/2003 a 14/06/2003
01/06/2003 a 07/06/2003
25/05/2003 a 31/05/2003
18/05/2003 a 24/05/2003
11/05/2003 a 17/05/2003
04/05/2003 a 10/05/2003
27/04/2003 a 03/05/2003
20/04/2003 a 26/04/2003
13/04/2003 a 19/04/2003
06/04/2003 a 12/04/2003
30/03/2003 a 05/04/2003
23/03/2003 a 29/03/2003
16/03/2003 a 22/03/2003
09/03/2003 a 15/03/2003
02/03/2003 a 08/03/2003
23/02/2003 a 01/03/2003
16/02/2003 a 22/02/2003
09/02/2003 a 15/02/2003
02/02/2003 a 08/02/2003
26/01/2003 a 01/02/2003
19/01/2003 a 25/01/2003
12/01/2003 a 18/01/2003
05/01/2003 a 11/01/2003
29/12/2002 a 04/01/2003
22/12/2002 a 28/12/2002
15/12/2002 a 21/12/2002
08/12/2002 a 14/12/2002
01/12/2002 a 07/12/2002
24/11/2002 a 30/11/2002
17/11/2002 a 23/11/2002
10/11/2002 a 16/11/2002
03/11/2002 a 09/11/2002
27/10/2002 a 02/11/2002
20/10/2002 a 26/10/2002
13/10/2002 a 19/10/2002
06/10/2002 a 12/10/2002
29/09/2002 a 05/10/2002
22/09/2002 a 28/09/2002
15/09/2002 a 21/09/2002
08/09/2002 a 14/09/2002
01/09/2002 a 07/09/2002
25/08/2002 a 31/08/2002
18/08/2002 a 24/08/2002




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Pensar Enlouquece, Pense Nisto (versão original com legendas)
 tudo vai ser DiFeReNtE


Vote Pensar Enlouquece no iBest e faça um Inagaki mais feliz!

Pensar Enlouquece é Top 10 do iBest Blog 2004. Para o alto e avante: clique aqui e me ajude a chegar ao Top 3!