Pensar Enlouquece. Pense Nisto.



Vidas possíveis


1. Joseilton levantou-se do banco do ônibus para permitir que a senhora sentasse. Ela não agradeceu, e Joseilton se arrependeu profundamente. "Velhinha filha da puta", pensou enquanto ajeitava os livros de química debaixo do braço.

2. "Eu quero ser o desodorante do seu sovaco". A expressão do rosto de Graicequéli após ouvir estas palavras disse tudo, e Onaireves passou mais uma noite batendo punheta.

3. Roberto Capixaba perdeu o pênalti aos 44 minutos do segundo tempo, e seu time perdeu a quinta partida seguida. Antes de descer para os vestiários, ouviu o grito de um torcedor: "eu tenho vergonha de voltar para casa e olhar para o meu filho!". Naquela noite, Roberto Capixaba broxou.

4. Gustavo estava escrevendo um conto sobre coprofagia, mas não sabia como descrever o gosto da merda. Em nome da literatura, decidiu comer suas próprias fezes. Não ajudou muito: a merda tinha gosto de merda.

5. Crisleine olhou para baixo, sentiu o coração dar uma cambalhota dentro do peito e decidiu voltar para dentro. "Não vale a pena jogar tudo fora por causa de um babaca", concluiu. Um pombo surgiu, repentinamente, batendo as asas. Antes de se estatelar na calçada, teve tempo de pensar que sequer havia escrito uma carta de suicídio.

6. Jonas estava ao lado da namorada quando viu, do outro lado da rua, um mendigo pisar numa casca de banana e cair de bunda no chão. Conseguiu reprimir a gargalhada a tempo.

7. A primeira vez que Alessandro se apaixonou por Bebel foi quando viu as covinhas que surgiam em seu rosto quando ela sorria. A segunda vez, quando descobriu que ela gostava de AC/DC e Black Sabbath. A terceira, quando Bebel disse "eu vou morrer, eu vou morrer" na hora de gozar.

8. Sábado torrencialmente chuvoso. Em vez de viajar para Bragança Paulista, como fazia todos os fins de semana junto com a esposa, Gaspar resolveu passar o dia arrumando as bugigangas na garagem. No meio das pilhas de caixas, encontrou uma cueca com um autógrafo do Roy, dos Menudos. Divorciou-se três semanas depois.

9. Quando Márcia viu que sua carreira de atriz pornô estava chegando ao fim, sucumbiu enfim aos insistentes pedidos de casamento de João Oswaldo, zelador do seu condomínio. Hoje, quinze anos depois, Márcia deu a João como presente de aniversário de casamento uma caixa de Viagra.

10. Pedro vendeu sua alma ao diabo em troca da juventude eterna. Não precisou regatear muito para que o demônio lhe concedesse uma outra benesse: "que a pessoa que eu amo viva comigo". Pedro e Letícia viveram jovens por mais de setenta anos. Mas o amor acabou, e Letícia envelheceu anos em minutos por entre os braços de Pedro, até se desvanecer completamente em pó.

Escrito por Inagaki às 02h00
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sim, o mundo realmente endoideceu. Na Coréia do Norte, o ditador Kim Jong-Il tem pelo menos duas bombas atômicas em seu bojo prontas para justificar a presença de seu país no Eixo do Mal de George W. Bush. Em Los Angeles, um escritor tentou vender sua família (esposa e dois filhos) pela Internet. No Rio de Janeiro, o coordenador de campanha da governadora Garotinho, Rodrigo Silveirinha (vulgo SilVERDINHA), é suspeito de ter desviado cerca de US$ 33,4 milhões para contas bancárias no exterior. Na California, uma estudante de nutrição criou um site, GiveBoobs.com, destinado a arrecadar doações de internautas interessados em ajudá-la a fazer um implante de silicone em seus seios. No Oriente Médio, judeus e palestinos já estão habituados a se matla) cuja descrição no Internet Movie Database é digna de menção:

"Shy countryboy from Itu (a town in Brazil where everything is unusually big) is invited to work in the house of a rich woman, who ends up discovering the boy's hidden (and big) qualities..."

Assistia a esses filmes toscos na penumbra da sala, com o volume no mínimo e a excitação que só as coisas proibidas podem nos trazer. Foi por intermédio da "Sala Especial" que vi pela primeira vez coxas, peitos, bundas, antes mesmo de começar a me interessar pelo sexo oposto. Quando A Super Fêmea foi exibido na TV, eu devia ter uns oito ou nove anos. Do pouco que me recordo, sei que era uma ficção científica bastante confusa, na qual Vera Fischer interpretava uma mulher cujos dotes físicos e de sedução haviam sido hiperdesenvolvidos por cientistas malucos. Obviamente, um roteiro engendrado para criar situações nas quais Vera pudesse exibir seu corpanzil, que lhe rendeu a coroa de Miss Brasil em 1969.

Sobre as pornochanchadas, vale a pena conferir a análise feita pelos críticos da revista de cinema Contracampo, que resgata a estética de um gênero que chegou a produzir mais de 50 filmes por ano.

Escrito por Inagaki às 00h01
[ ] [ envie esta mensagem ]



Sim, eu tenho um livro pronto. Mas ele não verá a luz do sol nem a curto, nem a médio prazo. Poemas necessitam envelhecer como vinhos; e nada melhor do que o tempo para discernir os que envelhecerão bem daqueles que não passavam de vinagre. Contudo, deixo aqui uma amostra dos meus garranchos. Minha influência-mor, não posso deixar de reconhecer, é mestre Julio Cortázar.

No princípio, a carne sem verbo. Meus braços, como serpentes, envolvem o seu corpo. Você me olha e sorri, menina em corpo de mulher. Fecho meus olhos e beijo sua boca, os olhos fechados como se ouvisse música. Nossos lábios unem-se com fúria, minha língua é um peixe vermelho transcendendo os limites de aquário no céu da sua boca. Afogamo-nos um no outro, desesperados como dois condenados à morte. Suas unhas, feito raízes na terra, cravam-se em minha carne buscando apoio contra a queda. Mas você abre os seus olhos negros assim como eu abro os meus, seu olhar entrega-se ao meu: noite mergulhando na noite, fogo fecundando o caos. Seu corpo estremece mas sua voz firme e segura me diz "sim". Em seus olhos negros de noite sem luar eu vejo o reflexo dos meus; em seus olhos negros faz-se então a luz.

(texto escrito em algum momento entre 1997 e 1998)

Escrito por Inagaki às 02h00
[ ] [ envie esta mensagem ]





Sim, o mundo realmente endoideceu. Na Coréia do Norte, o ditador Kim Jong-Il tem pelo menar. Nos Estados Unidos, o major James Hewitt, ex-amante da Princesa Diana, colocou à venda 64 cartas íntimas do casal; mais incrível, um colecionador ofereceu quase US$ 8 milhões por 10 dessas missivas. Em Nova York, George Soros agora diz que está otimista com a economia brasileira. No Brasil, você já pode marcar sete encontros, com sete minutos de duração, com sete pessoas diferentes, em apenas uma noite, na esperança de encontrar o amor da sua vida (vide o site 7 Minutos, que encontrei no blog do Hiro). Na Internet, você pode comprar produtos como um sushi que anda, uma corrente útil para pessoas que são abduzidas por extraterrestres ou um aparelho de exercícios de aeróbica para o seu nariz. Nos estúdios da Globo, a Miss Brasil vai participar do Big Brother 3. Em São Paulo, a desempregada Débora Oliveira Santos, mãe de três filhos e grávida de nove meses, dá um copo de água com açúcar a seus meninos toda vez que eles choram de fome, e nada mais.

Nunca me esqueci de um pára-choques de caminhão, que vi há muitos anos, e que dizia mais ou menos o seguinte: "Que Deus abençoe os loucos, pois este mundo não nos dá motivos para sermos sãos". O tempo me provou: essa frase é cada vez mais atual.

Escrito por Inagaki às 22h39
[ ] [ envie esta mensagem ]



Clique aqui para conhecer um blog exclusivamente dedicado a desenhos com CANETABIC.

Para quem não sabe, Pensar Enlouquece é um dos 10 indicados ao Prêmio iBest Blog. Os concorrentes são de peso, e estou correndo por fora na luta por R$ 20 mil em barras de ouro. Que, convenhamos, viriam muito bem a calhar. :) Se você quiser me dar aquela forcinha, este é o link a ser divulgado para a votação neste blog:

http://premio.ibest.com.br/topten/topten.asp?IDSite=7004&IDCategoria=112&NomeSite=Pensar+Enlouquece&Selo=1

Em tempo: gostaria de agradecer os votos e/ou o apoio de: Suzi Hong, Amadeu Bocatios & Your Soul, Elis Marchioni, Meg Guimarães, Hernani Dimantas, Luciano (a.k.a. Fábio Massari Jr.), Renata Vilarinho, Wagner Tamanaha, Ian Black, Christiane de Assis Pacheco e meu concorrente e camarada Edney Souza. Estarei na torcida para que um de vocês ganhe o Xsara Picasso que será sorteado entre os participantes das votações do iBest. =)

UPDATE: Meu muito obrigado a Daniela Abade, Maurício Neves, Vinicius Valentim, Flavia Ballve-Boudou e Renata Mazoco.

(ilustração de Gravataí Merengue)

Escrito por Inagaki às 19h45
[ ] [ envie esta mensagem ]



'When I use a word,' Humpty Dumpty said, in a rather scornful tone', it means just what I choose it to mean, neither more nor less.'

Dia de desaniversário

Todos os dias do ano alguém faz aniversário. Logo, todo dia deveria ser dia de festa. Certos estavam os personagens de Lewis Carroll, que comemoravam seus desaniversários. Afinal de contas, por que celebrar apenas um dia do ano, renegando os outros 364?

Neste ano de 2003, completarei 30 primaveras. Catzo, vou me tornar balzaquiano! Alguns amigos já sugerem comemoração em um bingo, outros acham mais adequado alugar uma quadra de bocha. A eles, respondo: não é que estou ficando velho, tudo é uma simples questão de acumulação de know how através dos anos. Eufemismos à parte, o fato é que nunca fui muito fã de aniversários. Sei lá, perderam o encanto, da mesma maneira que não vejo mais graça no Natal.

Existe ainda a questão do tempo, que sempre encarei como meu inimigo. Provavelmente, porque sou inapelavelmente incompetente em administrá-lo: nunca dá tempo para fazer nada. Vivo sempre apressado e atrasado em fazer as coisas, como aquele coelhinho branco que Alice encontra depois de dormir ao ler um livro. Muitas vezes, dando um rewind no filme da minha vida, me assusto em perceber como a vida passa rapidamente, e como meus programas preferidos no rádio se tornaram aqueles de flashbacks. Preciso dar uma desacelerada, despertar o Caymmi que há dentro de mim. Chega do ritmo maluco de motoboys costurando no trânsito, sites repletos de informações voláteis, refeições engolidas com gosto de indigestão.

Bobagem encarar o tempo como vilão - está longe de poder ser personificado como a Rainha de Copas, pedindo a todo custo para que cortem-me a cabeça. Houve tempos em que eu queria envelhecer logo, a fim de poder ver os filmes da Sessão Coruja, beijar na boca a menina mais bonita da classe, e coisas do tipo. Mas o fato é que estou chegando à metade da minha vida. Quase como Humpty Dumpty, aquele ovo gigante que, sentado em cima de um muro, vislumbra o mundo no meio do caminho entre a certidão de nascimento e o atestado de óbito. O que fiz, o que farei, o que almejo para o futuro?

Aniversários, na verdade, assemelham-se mais a réveillons: são ocasiões apropriadas para se refletir a respeito da vida. É, nada como uma boa desculpa para beber champanhe, e lembrar que todo dia é dia de recomeçar. Philip Larkin, um de meus autores prediletos, escreveu em seu poema As Árvores: "ano passado morreu, parecem dizer/ comece de novo, de novo, de novo".

Que assim seja.

(versão remixada e remasterizada de texto publicado no Spam Zine 026)

Escrito por Inagaki às 03h05
[ ] [ envie esta mensagem ]



Como acabei de escrever logo acima que uso este espaço para publicar o que me der na cachola, segue abaixo um post despretensiosíssimo discorrendo sobre um de meus seriados prediletos...

TOP 5 COADJUVANTES BACANAS DE "ANOS INCRÍVEIS":

Madeline Adams foi a mais estonteante de todas as mulheres que passaram pela vida de Kevin Arnold. Os fãs de Winnie Cooper que me desculpem, mas desde que Madeline, colega de Kevin nas aulas de francês, apareceu na série (no episódio 48 - "Ninth Grade Man"), não pude deixar de fomentar uma irresistível paixão platônica por ela. O que dizer de minha expressão de embasbacado quando Madeline aparecia fazendo biquinho ao falar francês? Ulá-lá! Em Wonder Years, a relação de Madeline com Kevin nunca ultrapassou o merria=112&NomeSite=Pensar+Enlouquece&Selo=1" target="_blank">categoria da mais conhecida premiação da Internet brasileira. Porém, não quero fazer especulações acerca da ferramenta em si. Sobre o tema, vale mais a pena ler a trilogia escrita por Nemo Nox (Os Escribas Estão Soltos, Da Crônica ao Metajornalismo e Colônias Temáticas e Comportamento Emergente).

Gostaria apenas de destacar o aspecto que mais me atrai na ferramenta blog: a possibilidade de você ser o seu próprio editor. Ao contrário dos jornais, revistas e grandes portais da Web, em um blog eu posso publicar o que bem entender e quando desejar. Se me der na telha, posso postar aqui uma receita de cuscuz, uma entrevista que fiz com o amolador de facas do meu bairro, um poema sobre coqueiros translúcidos que tocam guarânias ou uma foto da minha prima ao lado de Thomas Pynchon. Ou, se quiser ir de encontro ao lugar-comum, transformar este espaço em um diário online da minha vida ("querido diário, hoje eu cortei minhas unhas do pé"), embora pense, particulamente, que isso seria subutilização de uma ferramenta tão bacana e com tanto potencial. Enfim, como diriam os punks, "do it yourself", para o bem e para o mal.

Não creio que os weblogs sejam um hype passageiro, mesmo porque escrever jamais saiu de moda. As possibilidades são inúmeras: desde abrir novas possibilidades para jornalistas até servir como válvula de escape para produções literárias (como é o caso da blogueira Ana Maria Gonçalves, que recém-publicou seu livro Ao Lado e à Margem do que Sentes por Mim). Bobviamente, ninguém deve se iludir, acreditando piamente que a criação de um blog é passo garantido para os holofotes do sucesso. Claro, a não ser que você também creia em coelhinho da Páscoa, deputados do PRONA e promessas do tipo "só vou pôr a cabecinha, meu bem". Contudo, se você possuir talento, criatividade e um pouco de sorte, quem sabe?

O melhor exemplo do que eu digo é Daniela Abade, criadora do Mundo Perfeito. Eu, que acompanho sua página desde os tempos de blogspot, fiquei mais do que contente ao saber das boas novas: o Mundo Perfeito agora faz parte do portal Terra e passa a ser acessado no endereço http://mundoperfeito.terra.com.br. E, melhor ainda: seu romance "Depois que Acabou" será lançado em fevereiro pela Editora Gênese (obviamente pretendo estar na noite de lançamento para garantir meu exemplar autografado).

É, de vez em quando este mundo pra lá de imperfeito me surpreende positivamente. :)

Escrito por Inagaki às 01h46
[ ] [ envie esta mensagem ]



Como acabei de eso flerte (eu não pestanejaria em deixar Winnie de lado, mas enfim...). A propósito: ao fuçar a Web em busca de mais informações sobre a personagem, descobri que há muitos outros incautos que se apaixonaram por Madeline, a ponto de ter sido criado um site só com imagens de Julie Condra (a bela atriz que interpretou a personagem) no seriado. Confiram aqui.

Mr. Collins, o professor de álgebra de Kevin Arnold, foi o personagem responsável por um dos momentos mais comoventes de toda série, no episódio 43, "Goodbye" (apontado por Fred Savage, o ator que interpretava Kevin, como o seu predileto). O caçula dos Arnolds, inconformado com as baixas notas que recebeu no exame de álgebra, procura Mr. Collins (interpretado por Steven Gilborn) para contestar suas avaliações. O professor oferece-lhe aulas particulares, mas depois de algumas semanas interrompe as lições, sem dar maiores explicações. Kevin se sente abandonado pelo mestre e propositadamente responde às questões de seu exame com respostas nonsense. Poucos dias depois, a verdade aparece: Mr. Collins morre, em decorrência de problemas de saúde que não havia revelado a ninguém. A seqüência final, que exibe a reação de Kevin após saber da notícia, é daquelas de dar nó na garganta...

Sim, você já viu esse ator em algum outro lugar. David Schwimmer, o Ross do sitcom "Friends", participou de "Anos Incríveis" fazendo o papel de Michael, o namorado da irmã mais velha de Kevin, Karen Arnold. No seriado, Karen fazia o papel da adolescente contestadora, sempre divergindo do pai quanto a questões como a Guerra do Vietnã e o movimento hippie. E enquanto os pais de Kevin, Jack e Norma, representavam a tradicional família conservadora americana, Karen era a riponga que traduzia as inquietações da juventude dos anos 60. Michael era um cara desencanado, que morava em uma casa caindo aos pedaços e tinha um furgão cuja carcaça era constante ameaça de tétano. Após inúmeras brigas e reconciliações, acabou se casando com Karen em uma cerimônia zen-budista, e se mudando com a filha dos Arnolds para o Alasca.

Antes de Kevin Arnold começar a namorar com Winnie Cooper, ele teve tempo de despedaçar o coração de Becky Slater. Menina de personalidade, respondeu à proposta de amizade de Kevin dando-lhe um soco no estômago. Não contente com isso, passou a infernizar a vida de Kevin, que só foi poupado depois que começou a namorar outro colega da escola, Craig Hobson (mulheres feridas e rancorosas: a raça mais perigosa na face da Terra). Uma curiosidade que descobri depois: a atriz que interpretava Becky Slater, Crystal McKellar, na vida real é irmã de Danica McKellar, que fazia Winnie Cooper no seriado. Nunca havia reparado na semelhança entre as duas...

É clássico: todo seriado cômico que se preze precisa ter um coadjuvante com alguns neurônios a menos. No caso de "Anos Incríveis", esse papel foi seguido à perfeição por Andrew Mark Berman, que interpretava o personagem de Chuck Coleman. Devidamente caracterizado com alguns tiques nervosos no rosto, e sempre mascando chicletes, Chuck era o responsável pelas perguntas mais ingênuas dentro da turma de Kevin, que contava ainda com figuras como Paul Pfeiffer (interpretado por Josh Saviano, ator que, a despeito das lendas urbanas que correm pela Internet, não tem nada a ver com o cantor Marilyn Manson) e Jeff Billings (uma das primeiras aparições de Giovanni Ribisi, ator que faria posteriormente filmes de sucesso como "O Resgate do Soldado Ryan").

Escrito por Inagaki às 01h45
[ ] [ envie esta mensagem ]

 
Meu perfil





BRASIL, Homem, de 26 a 35 anos, Portuguese, English, Cinema e vídeo, Arte e cultura, Cortázar, Carl Barks, Beatles, Hitchcock
ICQ - 16223430



Meu humor



Histórico
25/01/2004 a 31/01/2004
18/01/2004 a 24/01/2004
11/01/2004 a 17/01/2004
04/01/2004 a 10/01/2004
28/12/2003 a 03/01/2004
21/12/2003 a 27/12/2003
14/12/2003 a 20/12/2003
07/12/2003 a 13/12/2003
30/11/2003 a 06/12/2003
23/11/2003 a 29/11/2003
16/11/2003 a 22/11/2003
09/11/2003 a 15/11/2003
02/11/2003 a 08/11/2003
26/10/2003 a 01/11/2003
19/10/2003 a 25/10/2003
12/10/2003 a 18/10/2003
05/10/2003 a 11/10/2003
28/09/2003 a 04/10/2003
21/09/2003 a 27/09/2003
14/09/2003 a 20/09/2003
07/09/2003 a 13/09/2003
31/08/2003 a 06/09/2003
24/08/2003 a 30/08/2003
17/08/2003 a 23/08/2003
10/08/2003 a 16/08/2003
03/08/2003 a 09/08/2003
27/07/2003 a 02/08/2003
20/07/2003 a 26/07/2003
13/07/2003 a 19/07/2003
06/07/2003 a 12/07/2003
29/06/2003 a 05/07/2003
22/06/2003 a 28/06/2003
15/06/2003 a 21/06/2003
08/06/2003 a 14/06/2003
01/06/2003 a 07/06/2003
25/05/2003 a 31/05/2003
18/05/2003 a 24/05/2003
11/05/2003 a 17/05/2003
04/05/2003 a 10/05/2003
27/04/2003 a 03/05/2003
20/04/2003 a 26/04/2003
13/04/2003 a 19/04/2003
06/04/2003 a 12/04/2003
30/03/2003 a 05/04/2003
23/03/2003 a 29/03/2003
16/03/2003 a 22/03/2003
09/03/2003 a 15/03/2003
02/03/2003 a 08/03/2003
23/02/2003 a 01/03/2003
16/02/2003 a 22/02/2003
09/02/2003 a 15/02/2003
02/02/2003 a 08/02/2003
26/01/2003 a 01/02/2003
19/01/2003 a 25/01/2003
12/01/2003 a 18/01/2003
05/01/2003 a 11/01/2003
29/12/2002 a 04/01/2003
22/12/2002 a 28/12/2002
15/12/2002 a 21/12/2002
08/12/2002 a 14/12/2002
01/12/2002 a 07/12/2002
24/11/2002 a 30/11/2002
17/11/2002 a 23/11/2002
10/11/2002 a 16/11/2002
03/11/2002 a 09/11/2002
27/10/2002 a 02/11/2002
20/10/2002 a 26/10/2002
13/10/2002 a 19/10/2002
06/10/2002 a 12/10/2002
29/09/2002 a 05/10/2002
22/09/2002 a 28/09/2002
15/09/2002 a 21/09/2002
08/09/2002 a 14/09/2002
01/09/2002 a 07/09/2002
25/08/2002 a 31/08/2002
18/08/2002 a 24/08/2002




Votação
Dê uma nota para
meu blog



Outros sites
 Pensar Enlouquece, Pense Nisto (versão original com legendas)
 tudo vai ser DiFeReNtE


Vote Pensar Enlouquece no iBest e faça um Inagaki mais feliz!

Pensar Enlouquece é Top 10 do iBest Blog 2004. Para o alto e avante: clique aqui e me ajude a chegar ao Top 3!